Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cachimbo de Água

Blog de Francisco Luís Fontinha; poeta, escritor, pintor...

Blog de Francisco Luís Fontinha; poeta, escritor, pintor...


06.12.13



foto de: A&M ART and Photos


 


acreditava que habitavas as perfumadas flores de papel


tínhamos dentro de nós uma aldeia em combustão


sentíamos os impulsos das revistas sobejantes dos quiosques de cartão


líamos coisas desinteressantes


coisas... coisas supérfluas que depois de mortas


acreditavam


como eu acreditava


que habitam nas flores perfumadas de papel


os velhos espantalhos de vidro


com chapéu de palha


uma árvore rangia


e sentíamos-lhe o rosnar dos pulmões nas ardósias tardes dos cigarros em delírio...


livros com desenhos abstractos


e palavras inacessíveis à nossa voz


as mãos tuas traziam às minhas mãos de xisto esmigalhado as tristes sílabas da madrugada


acreditava


acredito?


não mais... que existem dias de tédio


horas de sofrimento


relógios de pulso cancerosos porque alguém os decretou como tal...


as horas passam


os dias afundam-se no cais transversal das salinas em pastel...


livros


com... abstractos desenhos e pedaços de pólvora seca para deitarmos na lareira das lágrimas encarnadas


o jornal acaba de morrer


no caixão poucas ou nenhumas fotografias a preto-e-branco para alicerçarem o esqueleto à madeira de mogno


eu acreditava


acreditava nas tuas minhas mãos de porcelana envenenada e no entanto o relógio...


o cabrão do relógio... também ele morre


também ele... foge de nós como todos os homens de pedra do jardim dos angustiados camafeus


a lareira recorda-nos as fogosas noites de neblina


embrulhados na vodka da Ajuda


descíamos a Calçada... e nada


gritávamos... e nada


e a ponte dilacerada... adormecia


e sonhava que... acreditava nas perfumadas flores de papel


 


 


(não revisto)


@Francisco Luís Fontinha – Alijó


Sexta-feira, 6 de Dezembro de 2013


Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub