Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cachimbo de Água

Blog de Francisco Luís Fontinha; poeta, escritor, pintor...

Blog de Francisco Luís Fontinha; poeta, escritor, pintor...


10.12.21

Trazias nas mãos a transparente geada.

Sabia que nos teus lábios de amêndoa,

Habitavam as cerejas,

E brincavam os gladíolos adormecidos

Junto à pesadíssima enxada.

 

Escrevia no teu corpo todas as palavras de escrever,

Desenhava em ti todas as Primaveras da minha existência,

Verões cansados, Invernos infinitos,

Escrevia no teu corpo o poema

Das manhãs de viver,

 

Das manhãs de partir.

Planto no meu jardim

A tua sombra adormecida,

Com os teus olhos de luar…

Quando a Lua a fingir

 

Finge que não sabe amar.

Trazias nas mãos a transparente geada,

O grito uivo da madrugada,

Deslizando calçada abaixo,

Até se alicerçar no mar.

 

No mar,

Ela cansada;

Cansada das minhas flores

Sempre a derramarem lágrimas,

Gotículas de suor nas palavras de cantar.

 

E sentava-me a olhar a maré

Fotografando pássaros, paisagens e pequenos nadas.

Coisas simples e com prazer,

Prazer do infinito

No infinito, sem fé.

 

A minha mãe dizia-me; - meu filho, a fé é que nos salva.

E nada salva ninguém,

Nem ninguém pertence a alguém…

Quanto mais salvar…

Que nem ela foi salva.

 

Aprisiono-me a este corredor

Sem janelas físicas,

Inventando sombras nas tristes paredes.

Traços,

Riscos,

E afago algumas pétalas de flor.

 

Escrevo. Escrevo muito sem o saber.

Escrevo palavras em todos os cantos da circunferência hiperbólica

Das noites perdidas;

Escrevo, desenho e pinto,

Coisas que as pessoas me dizem para fazer.

 

Escrevo cartas a um remetente esquecido.

Resolvo equações a quem precisar,

Escrevo muito,

Escrevo junto ao mar,

Nas tuas mãos a transparente geada; nada está perdido.

 

 

 

Francisco Luís Fontinha

Alijó, 10/12/2021

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub